Representantes da Santa Casa de Vitória na abertura do programa

Depois do sucesso nos resultados do projeto Paciente Seguro, a Santa Casa de Vitória foi selecionada e será um dos 120 hospitais brasileiros que atendem SUS participantes do projeto nacional “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

O projeto terá duração de 3 anos, até 2020, e será implantado nas UTIs. Tem como objetivo principal utilizar como métrica as práticas já utilizadas em hospitais de excelência no Brasil.

Para isso, há 3 frentes de atividades a serem executadas: realizar trabalho de coach para orientação sobre melhores práticas no cuidado com a segurança do paciente, aumentar os recursos financeiros reduzindo eventuais desperdícios, e gerar relatórios de acompanhamento dos resultados durante todo o período do projeto.

Os Hospitais de Excelência, que farão o acompanhamento de todas as ações do programa, são: Hospital Alemão Osvaldo Cruz (SP); Hospital Beneficência Portuguesa (SP); Hospital do Coração (SP); Hospital Israelita Albert Einstein (SP); Hospital Sírio Libanês (SP); e o Hospital Moinhos de Vento (RS).

O projeto será implementado na UTI da Santa Casa de Vitória (foto). Imagem: Bruno Coelho

Números

Em 3 anos, o projeto buscará reduzir em 50% o número de infecções relacionadas à assistência à saúde. A medida visa reduzir infecção na corrente sanguínea associada ao uso de Cateter Venoso Central; pneumonia associada à ventilação mecânica; e infecção do trato urinário.

Além disso, estima-se salvar 8.500 vidas nas 120 UTIs dos hospitais participantes do Projeto, além de reduzir em R$ 1,2 bilhão os desperdícios. Vale ressaltar que com a redução do número de infecções consegue-se diminuir o tempo de permanência do paciente, utilização de menos insumos, gerando menos gastos.

Com informações do Ministério da Saúde