No mês de agosto é comemorado o Agosto Dourado, mês símbolo do incentivo à amamentação. E a maternidade Pró-Matre mergulhou nessa ideia, graças à importância do leite materno para a saúde e o bom desenvolvimento dos bebês que nascem em nosso hospital. No dia 1º de agosto, primeiro dia da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), diversas instituições se mobilizam para promover, proteger e apoiar a amamentação.

Na Pró-Matre, as mamães internadas foram recebidas para um café da manhã, onde receberam o laço dourado, principal símbolo do Agosto Dourado. Além disso, confraternizaram entre si, trocaram experiências e conheceram um pouco mais sobre a importância da amamentação no início da vida do bebê.

As mães conversaram com a nutricionista Patrícia Casagrande e o pediatra Severino Dantas Filho. E também conheceram a história do laço que marca a campanha, explicada pela enfermeira chefe da Pró-Matre, Kenia Almeida.

Agosto Dourado

O Agosto Dourado foi criado para ter o mês inteiro voltado a programações e discussões referentes ao aleitamento materno e sua importância para a vida do bebê. A escolha da cor dourada é uma referência ao leite materno, considerado produto padrão ouro de qualidade, que passa da mãe para o bebê toda proteção e apoio. Além disso, mostra que o incentivo à amamentação é uma iniciativa que vale ouro.

O laço

Diferentemente da campanha de prevenção à AIDS, que tem como símbolo a fita cruzada, o agosto dourado utiliza um laço amarrado. Entenda os significados:

* Um dos lados do laço representa a MÃE.
* O outro lado, representa a CRIANÇA.
* O laço é simétrico, e simboliza a mãe e a criança como igualmente necessários para o sucesso da amamentação.
* O nó que une as partes representa o PAI, a família e a sociedade. E sem o nó, não seria possível ter o laço. Ou seja, o nó significa que sem o apoio de quem está ao redor, a amamentação não seria possível.
* As pontas do laço são o futuro: a importância de incentivar o aleitamento materno exclusivo por 6 meses e a amamentação continuada por 2 anos ou mais, com a adequada introdução de alimentos e um espaçamento das gestações preferencialmente de 3 anos ou mais; dando a mulher o tempo necessário para assegurar o cuidado da saúde, crescimento e desenvolvimento da criança.

© Copyright 2018 - Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória - Rua: Dr. João dos Santos Neves, 143 - Vila Rubim, Vitória - ES, CEP: 29025-023 - Telefone: (27) 3212-7200